Mostrando postagens com marcador montenegro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador montenegro. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

O Plantio do Pau-brasil - Caesalpinia echinata , no sítio!


No tutor da muda de pau brasil, deixei o moleton para marcar o lugar. Margem do arroio.




 

As folhas são bipinadas, com 5 a 6 pares de folíolos e 6 a 10 pares de folíolos secundários. As inflorescências terminais, são compostas de numerosas flores com quatro pétalas amarelas e uma central modificada, de coloração vermelha. Após a floração, que ocorre na primavera, surgem os frutos do tipo vagem, deiscentes, recobertos por numerosos acúleos e carregam de 1 a 5 sementes marrons e discóides.Atualmente o pau-brasil é uma espécie ameaçada de extinção, que é dificilmente encontrada em seu habitat natural. Esta escassez se deve à intensa exploração que sofreu no passado, quando sua madeira era utilizada para extração de corantes. Apesar disso está sendo largamente utilizada no paisagismo urbano, devido às suas qualidades ornamentais, e é comum sua aplicação em parques públicos e amplos jardins residenciais.

De crescimento lento, pode atingir 30 metros de altura e 60 centímetros de diâmetro de tronco. O pau-brasil apresenta madeira de excelente qualidade, dura, compacta, vermelha e muito resistente, apropriada para a construção naval, indústria moveleira e de instrumentos musicais. Ainda hoje ela é utilizada para confecção arcos de violinos.


Deve ser cultivado sob sol pleno, em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica e muito bem drenado. Durante o primeiro ano recomenda-se a proteção da muda, em local semi-sombreado. Adubações anuais estimulam uma intensa floração. Multiplica-se por sementes, que germinam com facilidade, não sendo necessária a quebra de dormência.
Fonte: http://www.jardineiro.net/plantas/pau-brasil-caesalpinia-echinata.html
Fotos: http://www.naturezabela.com.br/2012/07/pau-brasil-caesalpinia-echinata.html

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

OS SETE objetivos principais da PODA

Segundo Inglez de Souza,
1986, os sete objetivos principais da poda são:


1º- Modificar o vigor da planta
2º- Produzir mais e melhor fruta;
3º- Manter a planta com um porte conveniente ao seu trato e manuseio;
4º- Modificar a tendência da planta em produzir mais ramos vegetativos que frutíferos ou vice-versa;
5º- Conduzir a planta a uma forma desejada;
6º- Suprimir ramos supérfluos, inconvenientes, doentes e mortos;
7º- Regular a alternância das safras, de modo a obter anualmente colheitas médias com regularidade.

Por que é necessário o recurso da poda? Não é verdade que, no seu estado selvagem, as plantas não são podadas e, apesar disso, se desenvolvem em perfeitas condições? Esta pergunta é formulada muitas vezes, mas, de fato, a natureza tem o seu próprio método de poda. Os ramos pequenos desprendem- se naturalmente e os galhos finos, as folhas e as flores morrem e caem.

 Vagarosa mas continuamente, todas as plantas sofrem um processo de renovação natural. Pela poda não fazemos mais do que acelerar, embora parcialmente esse processo normal.

O conhecimento de algumas regras sobre a fisiologia vegetal em muito auxilia o podador. Ele fica sabendo porque se poda, o que se pode e quando se poda.
Os vegetais nutrem-se por meio de suas raízes, que retiram do solo sais minerais e água, necessários para o seu desenvolvimento e frutificação.

A absorção determina uma pressão de baixo para cima. A seiva também pode ter sua ascendência
ligada à transpiração, pela ação da capilaridade, pela osmose, etc.
A poda não é uma ação unilateral. Ela vai ensinando quem a está praticando. Mas, para isso, é preciso respeitar seu ritmo, entender e conhecer sua fisiologia, saber qual é o momento certo da intervenção. 

A poda baseia-se em princípios de fisiologia vegetal, princípios fundamentais que regem a vida das fruteiras. Um desses princípios mais importantes é a relação inversa que existe entre o vigor e a produtividade. O excesso de vegetação reduz a quantidade de frutos, e o excesso de frutos é prejudicial à qualidade da colheita. Assim, conseguimos entender que a poda, visa justamente estabelecer um equilíbrio entre esses extremos.

Mas deve ser efetuada com extremo cuidado. Se efetuada no momento impróprio, ou de forma incorreta, a poda pode gerar uma explosão vegetativa muito grande, causando um problema ainda maior para o produtor.

Inglez de Souza, J. S., Poda das Plantas Frutíferas. São Paulo: Nobel, 1986, 224 p.: il.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Plantio de Mirtilo, pimenta biquinho e pimentão no sítio.

Mesmo com muita chuva neste final de semana, consegui plantar Mirtilo, pimenta biquinho e pimentão no sítio. O Mirtilo está dentro de um pneu, para proteger a muda de futuras roçadas. Com o tempo vou adicionando humus e esterco no entorno da muda, evitando o acumulo de água dentro do pneu.
Muda de Mirtilo dentro do pneu.

Olhem só o tamanho das folhas de couve! Coloquei humus do minhocário!

8 benefícios incríveis do mirtilo para a saúde.

1. POUCAS CALORIAS

mirtilo contem poucas calorias. 100 g do fruto fresco fornece apenas 57 calorias. No entanto, mirtilopossui nutrientes benéficos para saúde, como fibras solúveis dietética, minerais, vitaminas e pigmentos antioxidantes.

2. ALTO VALOR ORAC

blueberry é uma das mais altas frutas valor antioxidantes. O valor ORAC de 100 g de mirtilo fresco é 5562 TE. O seu valor antioxidante, em grande parte derivada da antocianida poli- compostos fenólicos como o ácido clorogênico, taninos, miricetina, quercetina e kaempferol .

3. FONTE DE ANTIOXIDANTES

Além disso, o fruto têm outros antioxidantes tais como flavonóides caroteno-β, luteína e zea-xantina .

4. COMBATE AS CÉLULAS DE ENVELHECIMENTO

Ao todo, os compostos fito-químicos na ajuda mirtilo livrar os radicais livres nocivos derivados do oxigênio do corpo e, assim, proteger o corpo humano contra o câncer, envelhecimento, doenças degenerativas e infecções.

5. REDUZ OS NÍVEIS DE AÇÚCAR NO SANGUE

Além disso, estudos sugerem que o ácido clorogênico no  mirtilo ajudar a diminuir os níveis de açúcar no sangue e os níveis de glicose no sangue de controle na diabete tipo 2.

6. FORNECE VITAMINA E, A e C

Mirtilo contêm uma pequena quantidade de vitamina C, vitamina A e vitamina E. Ao todo essas vitaminas funcionam como potentes anti-oxidantes.

7. RICA FONTE DE VITAMINAS DO COMPLEXO B

mirtilo também contêm uma pequena quantidade de grupo complexo B de vitaminas tais como niacina, piridoxina, ácido pantoténico e folatos. Contém muito boas quantidades de B-6, niacina, riboflavina, ácido pantoténico e vitamina ácido fólico. Estas vitaminas estão atuando como co-fatores ajudam o corpo a metabolizar carboidratos, proteínas e gorduras.

8. FONTE DE MINERAIS

Além disso,  mirtilo contêm uma boa quantidade de minerais como potássio, manganês, cobre, ferro e zinco. O potássio é um componente importante de celulares e fluidos corporais que ajuda a controlar a frequência cardíaca e a pressão arterial. O manganês é usado pelo corpo como um co-fator para a enzima antioxidante superóxido dismutase . O cobre é necessário para a produção de células vermelhas do sangue. O ferro é necessário para a formação dos glóbulos vermelhos do sangue.

SOBRE O BLUEBERRY

mirtilo ou blueberry, é um fruto nativo do Norte da Europa e famoso desde muitos séculos pela sua eficácia terapêutica no sistema convencional de medicina Europeia. O fruto pertencente a espécie da família Ericaceae. Botanicamente, a planta do fruto é um arbusto de folha caduca que pertencem no seio da família de Ericaceae , do gênero: Vaccinium.

CULTIVO

Atualmente, o fruto é amplamente cultivado no norte da Ásia, Europa e América do Norte e está se tornando bastante popular como um delicioso ingrediente em conservas, tortas e doces, bem como por sua capacidade de tratar uma variedade de condições de saúde.
A arvore do blueberry cresce pouco, de folha caduca com ramos delgados com flores minúsculas rosadas e folhas verdes, ovais e pontiagudas brilhantes. A planta produz um fruto roxo escuro, são colhidos durante o verão e pode ser consumido fresco ou seco. Desde muitas décadas, antimicrobiana, antioxidante e propriedades anti-inflamatórias de mirtilo foram valorizados por sua eficácia em uma variedade de doenças, incluindo diabetes, câncer e danos no fígado e nos rins.

Confira no vídeo mais sobre os benefícios de mirtilo para a saúde!

Informações Nutricionais do Mirtilo

Mirtilo contém uma série de nutrientes essenciais, incluindo vitaminas tais como a vitamina A, vitamina C (ácido ascórbico), vitamina B1 (tiamina), vitamina B2 (riboflavina), vitamina E (alfa-tocoferol) e vitamina K (filoquinona). Existem um composto de minerais importantes presentes no fruto de mirtilo, como o cobre, cromo, manganês, zinco e ferro. Boldo é um rico fornecedor de alcalóides, ácidos carbônicos e um número de componentes fenólicos, como quercetina, antocianinas, taninos, pectina e catequinas.

Fontes:

Importante: Procure sempre a orientação de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado antes de começar qualquer tratamento novo ou fazer alguma mudança num eventual tratamento existente.

Fonte: http://formasaudavel.com.br/mirtilo/

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Pó de Rocha: ADUBO com Tecnologia de ponta; saiba mais

Extraído de :http://www.radiocoracao.org/noticias/po-de-rocha-tecnologia-de-ponta-saiba-mais

Os solos mais ricos e férteis do mundo tiveram sua origem numa rocha vulcânica e extremamente dura: o basalto!

Na natureza, para se formar um centímetro de solo a partir da decomposição da rocha, os geólogos e pedólogos afirmam serem necessários cerca de 500 a 1.200 anos, dependendo da intensidade das reações químicas e biológicas de decomposição.
É fantástica a quantidade de elementos minerais nutritivos encontrados no basalto. Aqui no Brasil são poucas ainda as referências de sua utilização em escala comercial na agricultura. Na Europa, sua utilização pode ser considerada uma prática convencional de muitos agricultores.

Mais impressionante ainda é a capacidade que o pó de basalto possui em recuperar solos que foram empobrecidos pelos processos de erosão, lixiviação, acidificação natural ou pela aplicação de fertilizantes químicos, e principalmente pela exportação contínua de nutrientes pelas colheitas.

Num processo convencional de produção de alimentos, são fornecidos às plantas apenas nitrogênio, fósforo e potássio, chamados de NPK, tornando o solo e sua produção desequilibrados e enfermos. Sabemos que, para uma planta desenvolver-se sadia e equilibrada necessita de 45 micro e macronutrientes, dos quais podemos encontrar no pó de basalto.
A importância do solo é muito grande, para toda cadeia alimentar, dentro desta cadeia está o homem, que depende totalmente dele para se alimentar. Do equilíbrio do solo depende toda a vida na Terra. Assim, as plantas crescerão sadias e sem doenças, biologicamente completas. Terão quantidades e proporções ideais de minerais para alimentar qualquer animal e mantê-lo sadio, sem doenças e com vitalidade.
Só para dar um exemplo da importância do solo na cadeia alimentar do homem, os solos carentes de magnésio vão produzir culturas deficientes deste mineral, e os animais que delas se alimentarem tornar-se-ão carentes. No homem, as carências de magnésio provocam doenças como: hipertensão, artrose, artrite e muitas outras, uma vez que efetua mais de 300 funções no organismo humano.
A presença de uma ampla diversidade de elementos químicos no pó de rocha, com destaques para os elevados teores de fósforo (cerca de 60 vezes mais que um solo de ótima fertilidade), cálcio (10 vezes mais), magnésio (20 a 40 vezes mais), enxofre, potássio, boro, ferro e principalmente o silício, numa proporção elevada de óxidos de silício (7,8%), além de titânio, lítio, cobalto, iodo e tantos outros elementos que a ciência agronômica ainda não estudou os efeitos sobre as plantas.

O resultado imediato da aplicação do pó de basalto é o desenvolvimento abundante de raízes das plantas, tornando-as capazes de aumentarem a absorção de nutrientes e conseqüentemente sua capacidade produtiva. 

Estudos recentes no Brasil o indicam como potencial recuperador de pastagens e de canaviais. A liberação dos nutrientes do pó de basalto é gradual e contínua. As pesquisas apontam que os melhores efeitos são obtidos com o pó de basalto de granulometrias variáveis, isto é, uma mistura de grãos finos e grãos mais grossos.
As partículas mais finas têm uma liberação mais rápida de nutrientes, enquanto que os grãos maiores vão liberando seus nutrientes lentamente, de forma homeopática.
Mas o maior benefício do basalto é mesmo a produção de alimentos muito mais sadios e riquíssimos em nutrientes, tornando as pessoas e os animais que deles se alimentam igualmente sadios e bem nutridos. Plantas mais sadias, resistentes ao ataque de doenças e pragas.
O pó de pedra ou de rocha, não deve ser e não é apresentado como uma receita pronta e completa para o desenvolvimento da agricultura, como foi implantada pelas grandes empresas a revolução verde, com o uso de adubos químicos e venenos. O maior ou menor resultado do uso de pó de rocha nas culturas, não depende exclusivamente do seu uso ou não, mas também da vida biológica do solo. Num solo muito pobre e desgastado, a reação será menor, ao contrário que num solo vivo, que contenha matéria orgânica, sem uso de químicos, venenos e adubação verde.
A idéia de que existe uma receita pronta, deve ser desmistificada, as dosagens de pó de rocha devem ser testadas em cada propriedade, começando com pequenas quantidades e ir aumentando até obter o resultado esperado.

Antonio Weber – Agroecologista com certificação orgânica (IBD
Cultivamos idéias, ideais & plantas...
O maior ou menor resultado do uso de pó de rocha nas culturas, não depende exclusivamente do seu uso ou não, mas também da vida biológica do solo.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Castanha Portuguesa, suas flores atraem abelhas

Estamos em época castanha-portuguesa. No verão, elas nos proporcionam uma sombra maravilhosa. No outono, suas folhas caem anunciando a chegada do inverno. 

As sementes são na verdade as castanhas e se apresentam 

em número de uma a três, guardadas por um invólucro espinhoso, conhecido por ouriço. 
São muito saborosos e apreciados em diversos pratos, cozidos, assados ou crus.
 Para a produção de castanhas, é necessário o plantio de mais de uma árvore, pois não 
realiza a autopolinização.
 É conhecida também por suas propriedades medicinais, no combate a diarréia e problemas respiratórios. 


O florescimento exuberante da castanheira atrai abelhas.


Deve ser cultivada sob sol pleno, e prefere solos arenosos e profundos. Tolerante a solos 

ácidos e a seca, quando
 bem estabelecida. Árvore decídua, de clima mediterrâneo, adapta-se a uma ampla faixa 
climática, de temperados

 a tropicais. Multiplica-se por sementes plantadas logo após a colheita.


Nome popular: castanha; castanheiro-europeu
Nome científico: Castanea vesca Gaertn
Família botânica: Fagaceae
Origem: Europa
Características da planta: Arvore que pode atingir até 30 m de altura, tronco com casca ligeiramente fissurada de coloração castanho-escura. Folhas grandes com bordos serreados,


 rígidas e brilhantes. 
Flores pequenas agrupadas em uma haste longa de coloração esbranquiçada.
Fruto: Arredondado, de casca armada de espinhos, firmes e pontiagudos contendo a 

semente grande, de coloração castanha.










Cultivo: Adapta-se a regiões de clima temperado, preferindo locais de solo calcário. 

Espécie de rápido crescimento, no Brasil é cultivada do estado de São Paulo ao 
Rio Grande do Sul. Frutifica de janeiro a fevereiro.


O castanheiro, castanheiro-português ou ainda castanheiro-europeu, como pode muito bem 

ser chamado em terras brasileiras, é árvore proveniente da Europa.


A castanha deve seu nome à cidade de Castana, localizada na antiga Tessália, na Grécia, 

onde, até nossos dias, é cultivada em escala comercial. No Brasil, a planta se adaptou 
bem nas regiões onde o clima é temperado-quente com verões suaves, nas altitudes dos
 planaltos e serras do sul e do sudeste do pais.


O castanheiro é árvore de notáveis dimensões e de grande longevidade, desenvolve-se

 aceleradamente por volta dos 10 anos de idade, atinge sua altura máxima entre os 60 e
 70 anos e vive, em média, 150 anos.


Fonte: cogumelosyamashita.com/Castanha%20Portuguesa
Fonte http://familialuzdemotorhome.blogspot.com.br/2012/02/castanha-portuguesa.html

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Sementes de girassol: descubra os benefícios

Fonte: http://www.ecycle.com.br/index.php
semente de girassol
Além de serem baratas e encontradas com relativa facilidade em mercados, as sementes de girassol são ricas em nutrientes que fazem bem para o nosso organismo. Confira na lista abaixo os benefícios das sementes de girassol:

Aliviam o estresse:

Por conterem magnésio, as sementes de girassol acalmam, aliviam estresse e enxaquecas. As sementes também contêm triptofano e colina, que ajudam no combate à ansiedade e à depressão; a colina também melhora a função cerebral e auxilia a memória.

Combatem o câncer:

As sementes de girassol têm selênio que previnem câncer, aumentando a reparação do DNA e impedindo a multiplicação de células cancerosas. O óleo de girassol também é rico em carotenoides que ajudam no controle de danos celulares, evitando o risco de desenvolvimento de cânceres de pulmão, de pele e de útero.

Reduzem o risco de infecções em bebês:

As sementes de girassol reduzem o risco de infecção em lactantes e previnem distúrbios como o parto prematuro e baixo peso ao nascer. Bebês prematuros têm mais chances de desenvolverem infecções por conta de seus órgãos subdesenvolvidos.

Previnem o envelhecimento precoce:

A vitamina E presente nas sementes de girassol ajuda na prevenção dos danos dos radicais livres à pele e danos causados pelo sol; previne também as cicatrizes e aparência de rugas. O betacaroteno presente nas sementes de girassol torna a pele menos sensível ao sol e outros oxidantes presentes protegem a pele de danos ambientais, evitando sinais de envelhecimento.

Têm propriedade hidratante:

O óleo de semente de girassol age como hidratante.

Previnem a perda de cabelo:

As sementes de girassol contêm vitamina B6, que previne a perda de cabelo, pois aumenta o suprimento de oxigênio para o couro cabeludo.

Estimulam o crescimento de cabelo:

Por conterem zinco, as sementes de girassol promovem o crescimento do cabelo. A vitamina E também estimula o crescimento do cabelo pois aumenta a circulação sanguínea para o couro cabeludo, porém deve ser consumida com moderação (excesso de zinco e vitamina E pode causar perda de cabelo).

Hidratam o cabelo:

óleo de semente de girassol possui ácidos graxos ômega 6 que evitam o desgaste do cabelo, sendo um hidratante natural.

Protegem a pele:

A vitamina E presente nas sementes de girassol ajudam a proteger a pele dos raios ultravioletas prejudiciais e proporciona uma pele brilhante e jovem.

Ajudam na manutenção da pele:

O cobre presente nas sementes de girassol mantêm a pele saudável e a protege contra os raios ultravioletas.

Combatem acne e problemas de pele:

O óleo de semente de girassol possui ácidos graxos essenciais, como os ácidos linoleico, palmítico, esteárico e oleico, estimulando a formação de colágeno e elastina e tornando a pele macia e suave. Os ácidos graxos têm propriedades antibacterianas que protegem a pele de bactérias, reduzindo a acne. O óleo de semente de girassol pode aliviar eczemas e dermatite, protege também a pele de bebês nascidos prematuramente, reduzindo os riscos de infecção de pele.

Previnem danos de radicais livres:

A vitamina E presente nas sementes de girassol é um antioxidante solúvel em gordura que neutraliza os radicais livres e os impede de danificarem as células cerebrais, as membranas celulares e o colesterol - ajuda também a manter a circulação sanguínea e a produção de glóbulos vermelhos.

Promovem a formação de células:

O girassol contém ácido fólico, essencial para a produção de um novo DNA, que é necessário para a formação de novas células. O óleo e a semente de girassol são muito recomendados para o consumo das mulheres grávidas por este motivo.

Previnem a artrite:

O óleo de semente de girassol reduz os sintomas da artrite, além de prevenir e ajudar no tratamento da artrite reumatoide.

Previnem a asma:

A semente de girassol ajuda a prevenir a asma e sintomas relacionados.

Previnem a catarata:

Por ser rica em carotenoides, a semente de girassol ajuda na prevenção de cataratas. O óleo contém vitamina A, que ajuda na saúde ocular.

Previnem a osteoporose:

As sementes de girassol contêm proteínas que ajudam na reparação do tecido muscular e auxiliam em várias funções enzimáticas do corpo. A proteína também é essencial para o desenvolvimento ósseo e, por conta disso, previne a osteoporose, ajudando no desenvolvimento adequado da matriz óssea, auxiliando na força óssea.

Ajudam na digestão:

Por conter um alto teor de fibras dietéticas, a semente crua de girassol pode ajudar na digestão e curar a constipação.

Previnem doenças cardiovasculares:

A vitamina C, presente nas sementes de girassol, ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares e a vitamina E impede que os radicais livres oxidem o colesterol. Se oxidado, o colesterol adere às paredes dos vasos sanguíneos e provoca aterosclerose, que pode levar a ataques cardíacos, artérias bloqueadas ou AVC.

Reduzem o colesterol:

A semente de girassol tem um alto teor de fitoesteróis, fibras ou compostos que reduzem o colesterol.

Aliviam a congestão no peito:

A semente de girassol serve como remédio natural para ter alívio da congestão do peito.

Produzem energia:

As sementes de girassol contêm a vitamina B1, que estimula os catalisadores celulares ou enzimas para reações químicas, sendo requerido pelo corpo para derivar energia dos alimentos. Os girassóis contêm cobre, que ajudam na produção de energia a nível celular.

Mantêm o sistema imunológico saudável:

Por conter zinco, as sementes de girassol ajudam a manter o sistema imunológico saudável, sendo úteis também na cicatrização de feridas, além de manterem afiados os sentidos olfativo ou degustativo.

Mantêm o sistema digestivo saudável:

A semente de girassol contém vitaminas B, que são essenciais para um sistema digestivo saudável e para a produção de energia.

Relaxam os nervos:

Por conter magnésio, as sementes de girassol fazem com que nossos nervos fiquem relaxados.

São fontes de antioxidantes:

Antioxidantes como o selênio e a vitamina E estão presentes na semente de girassol - eles impedem ou limitam o dano oxidativo às células, protegendo de doenças como diabetes, câncer e doenças cardiovasculares.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Os Benefícios da Grumixama Para sua Saúde


Minha muda de grumixama continua crescendo no sítio, olhem a foto abaixo:



Os Benefícios da Grumixama Para Saúde são diversos, pois, ela possui uma grande quantidade de nutrientes essenciais para saúde geral do corpo. Além disso,  a Grumixama é uma árvore brasileira da floresta pluvial da Mata Atlântica, que pertence a família das Myrtaceae e também pode ser chamada de grumixaba, grumixameira, cumbixaba, ibaporoiti e gurumixameira. Sua árvore está sendo ameaçada de extinção, e pode atingir até 15 metros de altura.
A origem do seu nome Grumixama, segundo o vocabulário Tupi-Guarani, provém de “guamichã” que quer dizer: o que pega na língua. Seu fruto “pega na língua” por ser bastante palatável e com sabor inigualável, e ainda é uma mistura de doçura e acidez, um misto de Pitanga e Jabuticaba.
grumixama
Ainda pouco conhecida, mas já foi identificado algumas propriedades como Vitamina C e do complexo B (B1, B2), Niacina, flavonoides e outros, estão presentes nessa frutinha bem diferente. Então, confira Os 10 Benefícios da Grumixama Para Saúde:
Grumixama é Rica em Antioxidantes: Grumixama é rica em antioxidantes que possuem como papel principal proteger as células sadias do organismo contra a ação oxidante dos radicais livres. Uma dieta rica no consumo de Grumixama colabora para a redução da situação de Estresse oxidativo (desequilíbrio entre os níveis de radicais livres e antioxidantes). O consumo adequado de antioxidantes protege as células de danos na sua estrutura e previne problemas como:
  • Envelhecimento precoce;
  • Doenças cardiovasculares;
  • Aterosclerose;
  • Doença de Alzheimer;
  • Doenças pulmonares.
Benefícios da Grumixama na Prevenção do Câncer: Existem alguns alimentos que ajudam a prevenir o Câncer, entre esses alimentos, as frutas também estão incluídas e a Grumixama, desempenha seu papel na prevenção do Câncer muito bem, devido a substâncias específicas, como os antioxidantes encontrados nela que protegem as células do organismo ajudando a combater e a evitar o aparecimento de Câncer.
Grumixama Como Expectorante: Foi descoberto que a Grumixama pode ser usada como expectorante para cessar a Tosse, quando adicionada a um xarope com a sua casca e um pouco de mel é capaz de provocar ou promover a remoção de impurezas do ar inspirado. Para uma melhor compreensão,  a Grumixama ajuda na expectoração ou seja, na eliminação das secreções.

Grumixama é Fonte de Vitamina C: A Grumixama possui alto teor de Vitamina C que sua principal função é produzir e nutrir o Colágeno, um nutriente encontrado nos vasos da pele, ligamentos e no sangue. A Vitamina C é fundamental para a cicatrização da pele, para a manutenção dos vasos sanguíneos, ajuda a cuidar do Coração, a proteger de certas doenças degenerativas, além de participar na metabolização de outros nutrientes e vitaminas.
Grumixama Funciona Como Adstringente: Funcionando também como adstringente, a Grumixama além das funções comuns aos tônicos, complementa a limpeza da pele, fecha temporariamente os poros e ajuda a controlar a oleosidade da pele.
Benefícios da Grumixama Como Diurético: A Grumixama funciona como diurético que atua no rim, aumentando o volume e o grau do fluxo urinário. Também promovem a eliminação de eletrólitos como o Sódio e o Potássio, sendo usados no tratamento da Hipertensão, insuficiência renal, insuficiência cardíaca ou cirrose hepática, pois perda de Sódio provoca redução de líquido extracelular.
grumixama-1
Grumixama é Fonte de Niacina: E por ser rica em Niacina (vitamina B3), a Grumixama também:
  • Auxilia na remoção de substâncias químicas tóxicas do nosso corpo.
  • Participa do processo de Digestão e absorção de Carboidratos, gorduras e Proteínas e da produção de energia a partir deles.
  • Auxilia na produção de ácido clorídrico (HCL), o ácido do Estômago, fundamental para uma boa Digestão.
  • Participa da produção de hormônios sexuais e hormônios relacionados ao Estresse.
  • Importante para a ação de enzimas antioxidantes.
  • Contribui com o bom funcionamento dos sistemas cardiovascular e nervoso.