Mostrando postagens com marcador Pimenta. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Pimenta. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Descubra os benefícios e propriedades da pimenta biquinho

A pimenta biquinho é rica em magnésio, ferro, cálcio, sódio e fósforo. Além disso, contem as vitaminas B6, C e K1. Conheça seus benefícios

As pimentas são frutos de uma planta que ganhou popularidade no mundo graças à ardência que provocam na boca.
Existem dezenas de variações do fruto, que são consumidas diariamente por milhares de pessoas, desde as mais ardentes até as “pimentas doces”, que possuem o sabor mais brando.
Para aqueles que preferem não se arriscar com os tipos de pimentas mais picantes, a pimenta biquinho, ou pimenta de bico como é conhecida em algumas regiões, pode ser uma alternativa.
A pimenta biquinho não arde, tem um sabor delicioso e ainda é fonte segura de nutrientes e outras substâncias que provocam efeitos benéficos para o organismo.
Descubra os benefícios e propriedades da pimenta biquinho
Foto: depositphotos

Características da pimenta biquinho

A planta é de origem brasileira, mas ainda é pouco conhecida pelo fato de ter surgido recentemente. Isto porque, foi em 2004, que a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater/MG) passou a comercializar este condimento, intensificando a produção na cidade de Campo Florido.
Fazendo parte do mesmo grupo que as pimentas-de-cheiro, a biquinho é, de certa forma, parente da aroeira-vermelha, pimenta godê e da cambuci.
Ganha este nome devido ao formato de gota que os frutos possuem. Além disso, quando estão bem maduras adquirem uma cor bem avermelhada.
Pode ser encontrada para venda in natura ou em sementes, tendo em vista que pode ser facilmente plantada em casa por crescer rápido e ser um arbusto de porte médio.

Benefícios deste condimento

A pimenta biquinho possui os benefícios que os demais frutos da mesma espécie, como o betacaroteno, a substância que é responsável pela cor vermelha das pimentas no geral.
Este mesmo elemento é considerado um antioxidante e ainda consegue auxiliar o organismo numa melhor absorção de vitamina A e C. Desta forma, é um bom alimento para aumentar a imunidade do organismo.
Além disto, biquinho ainda é rica em magnésio, ferro, cálcio, sódio e fósforo. Todos estes nutrientes são indispensáveis para o organismo humano, tanto na realização de atividades, como também na proteção da saúde dos consumidores.
Vale ressaltar que este condimento contem as vitaminas B6, C e K1, por estas razões é uma excelente opção para controlar as taxas de açúcar do sangue e evitar inflamações ou tratá-las.
Contudo, a maior diferença entre os benefícios da biquinho e das pimentas que ardem é a quantidade de capsaicina, substância responsável pela ardência deste condimento e por estimular o metabolismo.
Desta forma, as pimentas de cheiro não conseguem ser boas opções na promoção do emagrecimento, mas também não engordam, tendo em vista que a cada 100g de biquinho contém apenas 9 calorias.

quinta-feira, 15 de março de 2018

Habanero Chocolate & Bhut Jolokia – Duas pimentas e um molho incendiário

Sou um fã inveterado de pimentas. Adoro experimentar todas as que vejo. Acho fantástico o sabor e “potência do ardor” de cada uma, seus formatos e, principalmente seus coloridos. Se estou em algum lugar diferente e vejo alguma pimenta diferente, tenho de experimentar, apesar de muitas vezes ter exagerado na dose e quase cuspir fogo. Se eu encontro alguma variedade que não conheço em algum mercado, não penso duas vezes e compro. É compulsivo. Foi assim com as duas que estrelam o OBA Gastronomia de hoje, Habanero Chocolate e Bhut Jolokia.
Como tudo que nos é novidade, a primeira coisa que fiz foi a busca Google, nossa salvação. Lá encontrei dois blogs especializados em pimentas e que serviram para embasar o tema de hoje: Pimentas Web e Viciado em Pimentas. Belas fontes de informações sobre o que quiser saber sobre pimentas.
HABANERO CHOCOLATE
Recebe esse nome devido a sua cor e não pelo seu sabor. Também conhecida como Congo Black Habanero.
Espécie de Habanero super picante que pode atingir 580.000 SHU na escala Scoville. Definitivamente não é uma pimenta para os iniciantes da culinária apimentada, pois é muito “quente”, mesmo para uma habanero.
É a pimenta favorita no Caribe para fazer molhos barbecue e marinados, por ter um sabor típico difícil de ser substituído por outras pimentas. Também podem ser secos e defumados (chipotle), para se fazer molhos exóticos.
É um pouco mais ardida que a BLACK HABANERO sendo considerada a pimenta “domesticável” mais picante que se tem conhecimento.
Originária da Jamaica, esta preciosidade varia do tom esverdeado a Marrom “Bombom”, sendo sua semelhança de cor ao Chocolate muito grande.
Tem sabor extremamente frutado. A primeira sensação ao ingeri-la é de estar comendo uma fruta porém muito mas muito ardida.
Muito utilizada seca e defumada. (Fonte: Pimentas Web)
Pimenta Habanero Chocolate
BHUT JOLOKIA
A Bhut Jolokia, também conhecida como Naga Jolokia, Ghost Chili, Ghost Pepper e Naga Morich, é uma pimenta de origem indiana considerada pelo Guinness World Records a terceira pimenta mais forte do mundo, com 1.304.000 SHU.
O efeito bombástico da pimenta começa na língua. Quando alguém morde a pimenta, ela se rompe e libera a capsaicina, seu composto químico ativo mais importante. A substância estimula os receptores de calor e de dor presentes em toda a língua. O cérebro interpreta esse ardor como se a língua tivesse sido queimada. E faz com que os receptores opióides do sistema nervoso simpático produzam endorfina – responsável pela sensação de bem-estar. (Fonte: Viciado em Pimentas)
Pimenta Bhut Jolokia
Algumas das duas pimentas que adquiri viraram um “molho explosivo”, ideal para aquelas pessoas que te perguntam se você tem uma pimenta “realmente forte” para servir. Caso encontrem estas duas variedades, preparem este molho. Apesar de bem ardido, o sabor é delicioso.

Molho de Habanero Chocolate e Bhut Jolokia

por 7 de julho de 2016
  • Tempo de Preparo : 5 minutes
  • Tempo de Forno : 10 minutes

Ingredientes

Modo de Preparo

Retire os cabinhos das pimentas e lave-as bem. Seque com papel toalha.
Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata por 2 minutos. Retire e coloque em uma panela. Leve para aquecer em banho-maria por 10 minutos. Espere esfriar e coloque nos recipientes definitivos. Mantenha em geladeira e use com parcimônia.

terça-feira, 4 de julho de 2017

domingo, 4 de junho de 2017

COMO PLANTAR PIMENTA. CONSELHOS PRÁTICOS, FÁCEIS E COMPLETOS

fonte; greenme.com.br

  • por Alice Branco
Como plantar pimenta
São 5 as espécies mais cultivadas de pimenta do gênero Capsicum - aquelas que são, na verdade, pimentões mais ou menos ardidos. Existem no entanto mais de 27 espécies mas, nem todas são isentas de risco para nossa alimentação. Muitas também são as variedades híbridas disponíveis. Vamos dar uma olhada para saber quais são os cuidados que devemos ter para cuidar de uma pimenteira.

As 5 espécies mais cultivadas são as seguintes:

1. Capsicum annuum

pimenta japapenha
Foto Pimenta-japapenha
A mais cultivada de todas. Aqui estão os pimentões doces (que não têm capsaicinoides nos frutos e, portanto, não são ardidos), a pimenta-caiena, a jalapenha, a thai, a pimenta banana, a pimenta-chiltepin, a guajillo, a shishito ou pimenta-japonesa, a peperoncino ou peperoncini, a Peter pepper, a pimenta-serrano e a pimenta-mulato, todas variedades criadas desta mesma espécie. Cada qual tem seu índice de ardência.

2. Capsicum baccatum

pimenta dedo de moca
Foto Pimenta dedo-de-moça
Esta espécie possui flores brancas cujas pétalas são amareladas ou esverdeadas. Nesta espécie estão as pimentas dedo-de-moça, cambuci, cumari, pimenta-pitanga e a Lemon drop.

3. Capsicum chinense

pimenta biquinho
Foto Pimenta biquinho em vaso de 5 litros
Os frutos desta espécie têm odor característico e são as pimentas mais picantes, de maior índice de ardência, que se conhecem. Nela se incluem as pimentas murupi, pimenta-de-cheiro, pimenta-de-bode, a biquinho e as pimentas híbridas Habanero, Bhut Jolokia ou Naga Jolokia, Trinidad Scorpion, Scotch bonnet e Fatalii.

4. Capsicum frutescens

capsicum rutescens
Foto pimenta-tabasco
São pimenteiras cujos frutos, as pimentas, crescem erectos e inclui a pimenta-malagueta e a pimenta-tabasco.

5. Capsicum pubescens

capsicum pubescens
Foto rocoto
Nestas pimenteiras as folhas são cobertas de pelos e as sementes são escuras. Esta espécie de pimentas é bastante difícil de se cultivar. Inclui as variedades Rocoto e Manzano.
Também existe uma grande diversidade de híbridos entre as espécies descritas porém, são cultivadas somente para uso local, sem componente comercial em sua produção assim como, algumas pimentas que estão relacionadas com fatores e usos culturais, por serem de existência endêmica.

Do que a pimenteira gosta?

Temperatura

Pimenteiras são espécies tropicais e subtropicais, originárias do continente americano e, portanto, disponíveis em uma faixa de temperatura bastante ampla - entre os 16ºC e os 34ºC podem ser cultivadas. Mas, com certeza, as pimenteiras vão se dar melhor na faixa mediana dos 26ºC, sem variações abruptas.
Pimenteiras não suportam geadas nem mudanças bruscas de temperatura.

Umidade

Algumas variedades precisam de um clima úmido constante - este é o caso da pimenta Habanero e da Scotch bonnet e outras gostam de um clima mais seco, como a Jalapenha e a Caiena.

Luminosidade

Toda pimenteira gosta de alta luminosidade e, de preferência, com sol direto tantas horas quantas tenha de direito. Afinal, pimenteiras são plantas do nosso continente, o mais iluminado de todos.

Solo

Pimenteira não suporta solo pesado então, cuide de que seu vaso esteja bem drenado, com uma mistura de solo fértil, rico em matéria orgânica e leve, bem estruturado (areia e lascas de madeira são uma boa opção). O pH do solo pode até ser um pouco ácido já que as pimenteiras se dão bem entre os 5 e os 8 graus (Capsicum annuum - pH entre 6 e 7,5 - e as Capsicum chinense - pH entre 5 e 6

Rega

Pimenteira precisa ser regada com frequência de forma a que a terra do vaso se mantenha úmida (sem encharcar pois esse fator matará sua planta).
germinação das pimenteiras
Foto Germinação das pimenteiras

Semear

Escolha as sementes de pimenteira que vai querer plantar e, mãos à obra:
1. semeie direto no lugar definitivo, na superfície do solo e recobrindo, levemente, as sementes, com terra solta
2. ou semeie em copinhos, ou na bandeja de germinação, que ficará mais fácil para você cuidar das suas mudinhas
3. mantenha o solo permanentemente úmido (controle a evaporação cobrindo as sementes com filme plástico, por exemplo)
4. a germinação ocorre em até 15 dias da semeadura e o transplante,para o local definitivo, deverá ser feito quando as mudinhas atingirem os 10 cm de altura.
5. cada pimenteira precisará de espaço lateral para se espalhar - deixe de 20 a 60 cm entre cada muda, dependendo da variedade que for semear e, entre linhas, de 60 a 120 cm (para quem vai fazer um cultivo maior do que os vasos da varanda, claro)
pimenta biquinho 2
Foto Pimenta biquinho

Tratos culturais

Assim chamamos aos cuidados rotineiros que devemos ter com as plantas que queremos cultivar:
1. retire as outras ervas do vaso da sua pimenta para que não haja comprometimento nutricional
2. algumas pimenteiras podem tombar com os frutos então, ponha tutores, como nos tomateiros
3. ao colher pimentas tenham cuidado com olhos, nariz e boca pois, sua ardência ficará nas mãos (use luvas, é o melhor conselho que lhe posso dar)

Colheita

Você poderá colher suas pimentas entre 80 a 150 dias após a germinação. A pimenteira é uma planta perene de vida curta que, em boas condições, poderá produzir por alguns anos. Nos cultivos comerciais esta planta é tratada como anual, por razões econômicas.
diversidade de pimentas
Foto Diversidade de pimentas que se podem cultivar em casa
Veja o vídeo abaixo:

E depois da colheita?

Bem, aí começa outra parte da história das pimentas vermelhas do gênero Capsicum. Cada espécie é usada de uma maneira diferente, relacionada com os conhecimentos ancestrais dos povos de onde é originária. Algumas pimentas se secam, outras são moídas até virarem pó, muitas vão para as conservas e algumas até para as geleias, como é o caso da Pimenta Biquinho, suave, doce e saborosa.
conserva de pimenta biquinho
Foto Conserva de Pimenta Biquinho
Todas as pimenteiras são esteticamente bonitas, não tenho dúvidas porém, eu adoro a Biquinho, em todos os sentidos e, principalmente, sua geleia doce, que vai bem em muitas receitas até como tempero. Algumas boas receitas para o uso da pimenta biquinho você pode ver aqui assim como outras informações técnicas específicas sobre as pimentas artesanais.
Uma curiosidade não menos importante é que, para nós brasileiros a pimenteira é uma planta de proteção, contra o mal olhado, claro! E, porque isso é importante? Porque nossa cultura ancestral, oriunda de portugueses, negros e indígenas, acredita que as plantas podem barrar as energias maléficas que nos são direcionadas - ou seja, esta crença faz parte da nossa verdade de ser.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Agricultura familiar presente na mesa do consumidor - Itapuã


A agricultura familiar é responsável por garantir alimentos saudáveis e de qualidade na mesa de mais de 70% dos brasileiros. Hoje, Viamão possui a Cooperativa Mista Campos de Viamão (COMCAV), uma associação de produtores rurais que trabalha diariamente a agricultura familiar. Fundada em 30 de novembro de 2013, com o apoio da Prefeitura, a Cooperativa conta com 28 associados e tem como objetivo a união do produtor rural e a valorização dos produtos no mercado, com a diminuição dos preços dos insumos.

No campo da produção, destacam-se o hortifrutigranjeiro, bacia leiteira e a fruticultura. De acordo com o presidente da COMCAV Maicon Ferreira, é importante organizar a produção de alimentos e a sua comercialização “muitos produtos como alface, rúcula, repolho e cenoura vão para a merenda escolar, agora vamos começar industrializar o leite em pó, para a comercialização nas merendas e no comércio local” ressalta.

O secretário municipal de Agricultura e Abastecimento Carlos Pacheco afirma que a Cooperativa vem crescendo e se desenvolvendo no município “estão com cada vez mais associados produzindo produtos de qualidade e livres de agrotóxicos, isso valoriza o alimento” afirma Pacheco.

A missão da Cooperativa é de fornecer à comunidade alimentos com preços menores, pelo fato do produto não sair do município. Hoje a COMCAV está presente em diversas regiões como Itapuã, Costa do Ouveiro, Colônia Japonesa, Vila Elza, Pimenta, Águas claras, Capão da Porteira, entre outras.

Ainda de acordo com Secretário, a tendência do mercado é inserir cada vez mais o alimento orgânico na mesa das pessoas “o consumidor está mais crítico, quer alimentos de qualidade e livres de agrotóxicos. Este produto é exigência da população e o mercado caminha para isso” finaliza Carlos.

Maicon frisa que a única exigência para fazer parte da Cooperativa é que o produtor esteja enquadrado no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Interessados em mais informações sobre a COMCAVI podem contatar pelo telefone (51) 9863-6396.

Pronaf 
Tem como objetivo o fortalecimento das atividades desenvolvidas pelo produtor familiar, de forma a integrá-lo à cadeia de agronegócios, proporcionando-lhe aumento de renda e agregando valor ao produto e à propriedade, mediante a modernização do sistema produtivo, valorização do produtor rural e a profissionalização dos produtores familiares.

Fonte: http://www.jornaldeviamao.com.br/agricultura-familiar-presente.html

Realizo análise de solo na região de Itapuã RS
contate: agropanerai@gmail.com